Já reparou que a todo momento estamos buscando formas de mensurar coisas?

   Quantidades de alimentos que compramos, tempo para fazer determinadas atividades, distâncias entre lugares... 
Pois é, tudo isso é importante para termos referências no cotidiano e nestas situações estamos lidando com grandeza e medidas.

 
Explicando melhor...

    As grandezas são atributos dos objetos que são passíveis de serem medidos. Assim, o volume, a massa e o comprimento são grandezas, mas se falarmos da cor, importância e utilidade, por exemplo, não são grandezas porque não podem ser medidos.
   Já a medida é uma forma de comparar duas grandezas da mesma espécie, por exemplo, dois comprimentos, duas áreas, dois volumes. Ao comparar, geralmente não basta saber se é maior ou menor, pesado ou leve, etc., é preciso saber o quanto é maior, menor, mais pesado ou mais leve, por isso temos que medir.

Quando tudo começou

   A necessidade de quantificar veio desde que o homem começou a construir habitações e a desenvolver a agricultura, pois precisou criar meios de efetuar medições. Inicialmente começaram a usar como referência partes do corpo, surgindo, assim, as primeiras medidas de comprimento: a polegada, o palmo, o pé, a jarda, a braça e o passo. Por ser uma forma de medir muito prática e estar "sempre à mão", algumas dessas medidas, como a polegada, os palmose a jarda continuam sendo empregadas até hoje. 
  Como essas medidas eram diferentes de uma pessoa para a outra, logo começaram as confusões e quem primeiro pensou em uma forma de resolver o problema foram os egípcios, que decidiram fixar um padrão único: passaram a usar em suas medições barras de pedra como mesmo comprimento. Foi assim que surgiu o cúbito-padrão. Depois, pela necessidade de facilitar o transporte, passaram a usar barras de madeira.
   Ao longo da evolução e das necessidades da humanidade, as culturas foram adaptando sua forma de medir as grandezas até que foi necessário criar padrões universais de medida.  Essa padronização ocorreu aconteceu durante a Revolução Francesa, assim, em 1790, a Academia de Ciências de Paris criou uma comissão, que incluíam matemáticos e destes trabalhos resultou o metro, um padrão único para medir comprimentos.

                             Unidades de medida no cotidiano

  As unidades de medida que usamos frequentemente são:o comprimento para medir tamanho e para isso usamos metro, régua, palmos, pés, etc.; a massa para medir quantidades de objetos sólidos e podemos usar a balança ou colher; o volume para medir líquidos e podemos usar o copo ou xícara para isso; a temperaturaque medimos com termômetro e o tempo, que podemos medir com o relógio, ampulheta e calendário.


                              Unidade de Medida de Massa


   Quando necessitamos comprar carne, verduras, frutas, legumes, arroz, feijão, açúcar e outros produtos utilizamos as medidas de massa como o grama e o quilograma. O grama é a principal medida de massa existente, as medidas maiores são chamadas de múltiplos e as menores, submúltiplos.




  Nas situações envolvendo produtos domésticos como carne, arroz, milho, feijão, frutas, verduras entre outros podemos utilizar o grama (g) ou o quilograma (kg). 



  Quando estamos fazendo referência a pesos muito grandes, como cargas de caminhões, de trens, de navios e de aviões, utilizamos a tonelada (t). A tonelada é igual a 1000 quilogramas (kg) ou 1 000 000 de gramas (g).






  Outra medida de massa muito utilizada na pesagem de animais e produtos agrícolas, como o fumo e o algodão, é a arroba, que corresponde a 15 quilogramas (kg).

    
                                                                     Beijosssssssss!
Fontes:
Smartkids
Sítio da Matemática

1

Visualizar comentários

Carregando